Governos e órgãos reguladores

Gestão de fornecedores

Ao final de 2019, contávamos com 307 fornecedores, entre os quais 280 foram contratados no ano. Desse montante, 17 representavam contratos de investimento significativo (contratos de investimento em ativos que são aprovados pela Diretoria), sendo que 100% deles possuíam cláusulas de direitos humanos.

Nossa cadeia de fornecedores é formada, principalmente, por prestadores de serviços, fabricantes de equipamentos eletromecânicos e materiais elétricos, telecomunicações e informática, empreiteiros, consultorias, vigilância, limpeza e conservação.

A seleção dos fornecedores é alinhada com a Política de Logística de Suprimentos, que orienta os negócios por práticas de gestão internacionalmente reconhecidas. Adicionalmente, desde abril de 2018 todas as contratações e aquisições das empresas Eletrobras são formalizadas com base no novo Regulamento de Licitações e Contratos.

Gestão da tecnologia da informação

Transformação digital

A transformação digital é tema estratégico, porém novo para a Eletrosul, que está estruturando uma área dedicada, a exemplo da Eletrobras. Também está em montagem o programa Eletrobras Digital, de ações de digitalização. Essas iniciativas serão norteadas pela Política de Segurança da Informação das Empresas Eletrobras, pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e pelo Regulamento de Gestão Integrada de Demandas de Tecnologia da Informação das Empresas Eletrobras.

As principais ações de 2019 na área de transformação digital foram a implantação do SAP ERP em todas as empresas; a implantação de gestão integrada de demandas de tecnologia da informação em toda a Eletrobras; e a especificação de compra conjunta de soluções integradas de comercialização de energia, jurídicas, armazenamento de dados (nuvem), mobilidade corporativa para viagens e despesas, entre outras.

Cibersegurança

Combater os perigos associados à segurança da informação é prioritário para a gestão de riscos nas empresas Eletrobras, processo conduzido corporativamente de acordo com a Política de Gestão de Riscos e a Política de Segurança da Informação. A Companhia também adota o NIST Cybersecurity Framework, material desenvolvido pelo National Institute of Standards and Technology em parceria com o setor privado como um guia de gestão.

A Eletrosul vem contribuindo com o grupo criado em 2019 pela Eletrobras para a definição do modelo de gestão da cibersegurança em suas empresas. Já contamos com controles para o gerenciamento dos riscos associados, mas devemos atender aos padrões pretendidos pela holding e pelo órgão regulador. Paralelamente, estamos investindo em tecnologia da informação, tendo despendido aproximadamente R$ 8 milhões em 2019 em renovações de contratos e aquisição de recursos de data center (centro de processamento de dados).

Para 2020, pretendemos cumprir o PDTA, atualizando todo o nosso parque tecnológico e licenças de uso. Esperamos alcançar 100% de substituição dos firewalls (bloqueadores de tráfego de informações de acordo com regras de segurança) da rede corporativa, finalizar o planejamento da segurança tecnológica da rede operativa e iniciar o processo de análise e tratamento de desvios.

Gestão de custos

A Eletrosul, por ser sociedade de economia mista, segue as normas contábeis aplicáveis às Sociedades por Ações, estabelecidas pela Lei nº 6.404/1976 e alterações posteriores, bem como os Pronunciamentos Contábeis e demais orientações aprovadas pelos órgãos competentes. Como participante do setor elétrico, também observa as normas emitidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Em conformidade com esses normativos, desenvolvemos controles internos, cuja apuração ocorre por meio de registros contábeis, bem como por meio de contas contábeis definidas pelo Manual de Contabilidade do Setor Elétrico, estabelecido pela Aneel.

O resultado é apresentado nas Demonstrações Financeiras (DFs), em Nota Explicativa, com a segregação das informações por segmento de negócio. Para saber mais sobre a gestão de custos na empresa, consulte as nossas DFs e o nosso Processo de Contas Anuais.

Gestão orçamentária

A metodologia de apuração do orçamento legal é estabelecida pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, e difere em alguns aspectos das regras da Contabilidade Societária. Em 2019, realizamos R$ 1.774 milhão de Despesas Correntes, R$ 731 milhões de Despesas de Capital e R$ 2.777 milhões de Recursos Totais. Os limites orçamentários aprovados no Programa de Dispêndios Globais e no Orçamento de Investimento foram respeitados.

Com relação ao Plano Plurianual (PPA), foram executados programas e ações alinhados ao Plano Estratégico da empresa, que estão descritos no Anexo I do relatório completo, disponível para download neste hotsite.

Remuneração da liderança

A remuneração mensal da Diretoria Executiva é aprovada em Assembleia Geral de Acionistas, seguindo as orientações da Secretaria de Coordenação e Governança das Estatais (Sest). Conheça mais sobre a remuneração da Alta Administração no Relatório da Administração.

O Programa de Remuneração Variável Anual (RVA) de 2019 pode somar até 3 honorários mais bônus de 1,5 honorários, caso atendidos os critérios estabelecidos e está estruturado com base nas metas empresariais, pactuadas entre o Conselho de Administração e a Diretoria Executiva e, posteriormente, formalizadas junto à Sest.

Os indicadores da RVA de 2019 estão descritos a seguir:

Perfil dos empregados e diversidade

A Eletrosul concluiu 2019 com 1.058 empregados, 6% a menos comparado ao ano anterior. Essa variação foi decorrente, principalmente, da adesão ao Plano de Demissão Consensual (PDC), pelo qual foram desligadas 57 pessoas. O plano foi implantado por todas as empresas Eletrobras, conforme orientação estratégica da holding, com o objetivo de adequar o quadro de pessoal, gerando eficiência nos processos, equilíbrio entre as equipes e um perfil sustentável para desenvolvimento do negócio e das pessoas nos próximos anos.

Cem por cento dos nossos empregados são abrangidos por acordos de negociação coletiva e possuem contrato por tempo indeterminado.

Saúde e segurança no trabalho

Entre as metas do Plano de Negócios e Gestão para 2019 destaca-se a relacionada a melhorar a taxa de frequência de acidentes na empresa. Como resultado, registramos a menor taxa de nossa história – 1,90 – frente a 6,13 em 2018. Para isso, concentramos esforços principalmente no registro e divulgação de incidentes.

Nossas ações estão de acordo com as diretrizes da Política de Gestão de Pessoas das empresas Eletrobras, que determina a manutenção contínua de boas condições de trabalho e bem-estar dos empregados e, por sua vez, estão alinhadas à Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras. Nossa gestão da saúde ocupacional e segurança do trabalho está definida nas Normas de Gestão de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional e no Plano Eletrosul de Segurança do Trabalho, Saúde Ocupacional e Acompanhamento Social (PESSOAS). Entre os diversos programas do PESSOAS, destacam-se:

  • Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT);
  • Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO);
  • Programa de Qualidade de Vida;
  • Plano de Atendimento às Situações de Emergência da Eletrosul (PASE);
  • Programa de Atendimento à Pessoa com Deficiência (PAPD);
  • Programa de Prevenção à Dependência do Álcool e/ou Outras Drogas (PRAD);
  • Programa Terceira de Primeira (3D1);
  • Programa de Orientação à Aposentadoria (POPA);
  • Programa de Gestão do Clima Organizacional; e
  • Programa de Acompanhamento aos Empregados Afastados do Trabalho em Auxílio Doença e/ou Acidente do Trabalho.