Comunidades

Projeto de geração de energia por biogás

O projeto tem como objetivo o desenvolvimento de tecnologias de geração de energia a partir de biogás proveniente de dejetos de suínos. Essa iniciativa está alinhada ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 7, que visa a assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

As obras avançaram de modo que a expectativa é de concluí-las até o final do ano de 2020, colocando em operação a minicentral termelétrica de geração de energia. Com potência instalada de 480 kVA, a instalação é abastecida pelo biogás produzido por 10 propriedades suinocultoras da comunidade Linha Santa Fé Baixa, em Itapiranga (SC).

Segurança das comunidades

Todas as nossas usinas contam com um Programa de Atendimento a Situações de Emergência, que estabelecem responsabilidades, providências e ações efetivas a serem tomadas durante contingências como desastres naturais, derramamentos, incêndios, problemas com tecnologia de informação, greves e crises de imagem.

Também contamos com um Plano de Atendimento às Emergências em Linhas de Transmissão, que estipula ações a serem executadas para restabelecer, no menor tempo possível, as linhas de transmissão. Os transformadores e demais equipamentos possuem plano emergencial monitorado por meio do Sistema de Prontuários e Planos de Contingência, permitindo a continuidade do suprimento de energia elétrica. As Subestações possuem o Plano de Atendimento a Situações de Emergência (Pase), contribuindo também para a segurança das instalações.

Iniciativas sociais e culturais

Programa Casa Aberta


Criado com o objetivo de disseminar informações sobre questões sociais, ambientais e econômicas para crianças e adolescentes, o Programa Casa Aberta chegou aos 29 anos de atuação. Em agosto, foram retomadas as visitas de escolas à sede da Eletrosul, em Florianópolis, e às instalações em São José (SC). A edição itinerante do programa esteve em Telêmaco Borba e Ortigueira (PR), onde está localizada a hidrelétrica Governador Jayme Canet Júnior.

Inauguração do Museu Estação do Mar

Com exposição de espécies marinhas raras, algumas delas ameaçadas de extinção, e peças paleontológicas, arqueológicas e históricas, o Museu Estação do Mar (Mema) foi inaugurado em 25 de outubro, em Florianópolis (SC), com apoio da Eletrosul. O objetivo do espaço é incentivar a educação, a cultura e o turismo na capital catarinense, além de demonstrar a biodiversidade marinha e a importância do cuidado ambiental para a preservação das espécies.

Hoje é Dia de Jazz, Bebê!

Aconteceu em 1º de dezembro a última edição de 2019 do “Hoje é Dia de Jazz, Bebê!”, realizado no pátio da Eletrosul, em Florianópolis (SC). No palco, vários ritmos brasileiros e improvisação jazzista. No gramado, contação de histórias e oficinas de arte. As edições do evento gratuito e aberto ao público – com apoio da Eletrosul – reuniram milhares de participantes por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Mostra de Cinema Infantil

Considerada a principal janela do audiovisual voltado à infância no Brasil, a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis (SC) chegou à maioridade: 18 anos. No período de 29 de junho a 6 de julho, a programação reuniu mais de 50 produções nacionais e internacionais com exibição gratuita para crianças e adultos, além de oficinas, sessões especiais e shows. Pela 16ª vez, a Eletrosul apoiou o projeto por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Projeto Música nas Escolas

O Projeto Música nas Escolas, que leva apresentações instrumentais a colégios públicos de Santa Catarina, iniciou em junho nova fase com o apoio da Eletrosul, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Em 2019, o projeto social e cultural promoveu cerca de 70 apresentações gratuitas pelo estado, sendo 12 concertos em Florianópolis.

Floripa Jazz Festival

De 13 a 19 de maio, a capital catarinense foi palco do Floripa Jazz Festival 2019, evento que reuniu diversas atrações, em variados pontos da cidade, com grande parte da programação gratuita. A iniciativa contou com o patrocínio da Eletrosul, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Museu Regional Casa da Memória

No dia 9 de maio, foi oficialmente inaugurado e aberto ao público o Museu Regional Casa da Memória, em Roque Gonzales (RS). O imóvel, restaurado com recursos da Eletrosul, está localizado na Área de Preservação Permanente do reservatório artificial da hidrelétrica Passo São João.

(A)Gentes do Riso

Com o patrocínio da Eletrosul, o projeto social (A)Gentes do Riso voltou a levar doses de bom-humor, alegria, poesia, música e dança aos mais de 100 pacientes internados no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis (SC). Após 11 meses de interrupção, o projeto retomou as atividades em maio de 2019 por meio do apoio da Eletrosul, via Lei de Incentivo à Cultura.

Centro de Visitação do Complexo Eólico Cerro Chato

O Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) oficializou a parceria que prevê a operação integral do Centro de Visitação do Complexo Eólico Cerro Chato, construído pela Eletrosul em uma área de 30 mil metros quadrados em Sant’Ana do Livramento (RS). O propósito da parceria, firmada em abril, é que a edificação seja utilizada para aulas práticas e parcerias em atividades de extensão.

Direitos dos povos indígenas e tradicionais

A interface com as comunidades indígenas e de povos tradicionais é feita pelo Departamento de Gestão Ambiental e Fundiária (DEA), responsável pelos processos de licenciamento ambiental dos empreendimentos de acordo com a legislação vigente. Durante as obras, evitamos a proximidade ou a interferência nessas áreas, mas, caso não seja possível, realizamos estudos de identificação de impactos e proposta de mitigação em consonância com as diretrizes estabelecidas pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

Para os empreendimentos em operação implantados anteriormente à obrigatoriedade de licenciamento ambiental são atendidas as exigências do órgão ambiental licenciador e da Funai nos processos de regularização ambiental. Também realizamos, nessas ocasiões, estudos de identificação de impactos para adotar não apenas medidas mitigatórias, mas também compensatórias.

Trabalho infantil, ou forçado ou análogo ao escravo

Conforme o Código de Conduta Ética e Integridade, não se deve admitir em suas atividades próprias, nas atividades dos parceiros e na cadeia produtiva das empresas Eletrobras o trabalho infantil, o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, e o trabalho forçado ou em condições degradantes. Os nossos contratos de negócios possuem cláusula pela qual as contratadas declaram conhecer e se comprometem a respeitar, cumprir e fazer cumprir esse código, entre outros documentos pertinentes.

As nossas diretrizes de combate às práticas de trabalho degradantes estão previstas na Política de Responsabilidade Social.